Ensino Religioso na Escola

A nova Base Nacional Comum Curricular trás uma novidade. O Ensino Religioso como área de conhecimento, isto é, ao lado de matemática, língua portuguesa, temos Ensino Religioso. O roteiro de temas e conteúdos irão cobrir todas as tradições religiosas, chegando, por exemplo, lá no nono ano, nos temas das “filosofias de vida”.

Sabemos que a religião ou o fenômeno religioso faz parte das nossas vidas. Ao lado de “iPhones” somos também pessoas religiosas.

O mais importante é que no ambiente da Escola o Ensino Religioso não é uma catequese ou formação em dada religião. Tais posturas e práticas devem ser reservadas às paróquias e à vida pessoal das famílias. A proposta é de informação, panorama, debate.

Essa conversa e apresentação de outras tradições religiosas não produz a diminuição dessa ou daquela tradição. Saber que existe outras “Igrejas” em nossos dias é algo tranquilo; e tal saber não diminui em nada a “minha religião”.

Caberá ao professor, que deve ter formação adequada na cultura teológica, ser um mestre nos vários sentidos da palavra. Ele não poderá “catequisar” os alunos. Ele deverá ser, como preconiza a nova BNCC, um mediador; alguém que auxilie os alunos caminharem por si; e nas fases iniciais da vida, que o aluno caminhe segundo os passos de seus tutores.

One thought on “Ensino Religioso na Escola

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *